Zoológico de SP ganha quatro novos filhotes de leão a partir desta segunda-feira

Zoológico de SP ganha 4 novos filhotes de leão a partir desta segunda-feira

Os quatro filhotes – três machos e uma fêmea – pesam cerca de 40 kg cada e são filhos de Aisha e Django, moradores antigos do Zoo. Eles nasceram há cerca de oito meses e agora vão se integrar definitivamente à família, após longo período de isolamento.

 

O Zoológico de São Paulo, na Zona Sul da capital paulista, vai ganhar a partir desta segunda-feira (9) quatro novos moradores ilustres.

São quatro filhotes de leão que nasceram há cerca de oito meses e estavam isolados numa área do Zoo e agora vão poder ser vistos pelos visitantes do parque.

Os quatro filhotes – três machos e uma fêmea – pesam cerca de 40 kg cada um e não desgrudam da mãe Aisha e do pai Django, moradores antigos do ZooFilhotes de leão que serão incorporados à família felina nessa segunda-feira (9), pelo Zoológico de SP. — Foto: Reprodução/TV Globo

Os quatro não são os únicos filhotes da família, que a partir de segunda vai ficar toda junta novamente. Em novembro do ano passado, já tinham nascido duas primas, filhas do leão Django com a leoa Amira.

As leoinhas já pesam 60 kg e para manter esse crescimento todo são necessários mais de 170 kg de carne por dia, entre frango, pernil, fígado, dianteiro de boi e músculo.

“Uma das coisas que a gente tenta replicar é o fato de que, esses grandes carnívoros, eles não comem todo dia. Geralmente eles se alimentam muito num dia e depois eles descansam. Por isso que a gente também fala no Zoológico, muitas vezes as pessoas vêm para ver esses animais e eles estão descansando… É mais ou menos isso que eles fazem mesmo, porque comeram muito no dia anterior”, disse o zootecnista do Zoo paulista, Lucas Andrade Carneiro.Alimentação dos felinos no Zoológico de São Paulo. — Foto: Reprodução/TV GloboFilhotes de leão são nova atração do Zoológico de SP a partir desta segunda-feira, 9 de outubro de 2023. — Foto: Reprodução/TV Globo

Mapeamento genético

Historicamente, o Zoológico de São Paulo trabalha ativamente para manter a população de felinos. São 15 espécies desses animais silvestres que já se reproduziram no local. Ao menos 13 delas, sob ameaça de extinção.

O Zoo paulista faz parte de uma plataforma que gerencia dados de mais de mil zoológicos em 90 países. E por isso é possível garantir o cruzamento seguro de animais.

“Antes da gente decidir juntar um macho e a fêmea a gente tem que fazer um estudo da árvore genealógica desses animais. Nós temos animais com procedência. A gente sabe toda a linhagem deles. Assim, nós analisamos os cruzamentos usando um sistema, que é essa plataforma colaborativa fisiológicos do mundo inteiro. Só assim a gente tem certeza que o pai e a mãe não são aparentados de forma alguma e que os filhotes vão ser geneticamente saudáveis”, contou o biólogo Ariel Tandello, que também trabalha no Zoo SP.

Aviso do Zoo SP sobre o descanso dos felinos. — Foto: Reprodução/TV Globo